domingo, 15 de maio de 2011

Tenho os braços mais curtos do que a vontade

Tenho os olhos que não percebem a distância

E mesmo que por momentos,
tudo pareça verdade,
para o resto da eternidade,
foi apenas um efémero que pareceu realidade

Sem comentários: