quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Fica para depois

Eternidade?

Que Eternidade
senão a que em nós temos.

Que Eternidade
senão a que conosco fica quando morremos.

Que Eternidade
se eternamente a interrompemos.

Estafeta fragmentada
começa,
passa...e não acaba.

Sem comentários: